Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Bombeiros Voluntários de Mortágua comemoraram 90 anos de vida e serviço à comunidade

2013-10-30
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Cerimónias foram presididas pelo Diretor Nacional de Bombeiros

Os Bombeiros Voluntários de Mortágua comemoraram no passado dia 27 os seus 90 anos de vida ao serviço do próximo e do bem comum.
Uma data histórica e marco na vida da Associação assinalada com grande dignidade e brilho, destacando-se a Sessão Solene comemorativa, entre outros actos públicos.

As cerimónias contaram com a presença de muitas entidades e personalidades convidadas, entre as quais o Diretor Nacional de Bombeiros, em representação do Ministro da Administração Interna, Presidente da Câmara Municipal, Presidente da Assembleia Municipal, Vereadores, Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Viseu, Comandante Operacional Distrital, representante da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Comandante do Destacamento Territorial da GNR, Presidentes de Junta de Freguesia, representantes de empresas do concelho, entre outras entidades e individualidades.
Estavam ainda presentes o Comando, Direção e restantes Órgãos Sociais dos Bombeiros Voluntários de Mortágua, além dos familiares dos bombeiros e público em geral, que quiseram associar-se a este dia de especial significado.


Entre as entidades convidadas é de referir ainda a presença do Presidente da Federação dos Bombeiros do Grão Ducado do Luxemburgo e o Comandante dos Bombeiros de Wormeldange, bem como a presença de Comandantes de várias Corporações vizinhas.

Na abertura da Sessão Solene, o Presidente da Assembleia Geral, Fernando Matos, referiu que são 90 anos de história, de muito orgulho, mas também de saudade, e prestou homenagem a todos aqueles que a iniciaram, que a constituíram, que lhe deram continuidade, a elevaram, a prestigiaram, a dignificaram. Sendo um dia de festa, não quis deixar de se referir aos desafios do futuro, mostrando a sua preocupação face a uma sociedade em que cada vez há maior dificuldade em encontrar pessoas que queiram dedicar-se aos outros e a uma causa social.
E agradeceu o apoio que os responsáveis autárquicos do concelho têm dado à Associação, colmatando as suas necessidades materiais e financeiras. “Espero que esta prestimosa colaboração continue com os novos e recentes empossados responsáveis autárquicos - conhecendo-os como de facto conheço, tenho quase a certeza que a nossa associação poderá contar com eles da mesma forma”, disse. Agradecimento que foi extensivo aos Bombeiros do Luxemburgo e à comunidade portuguesa em Wormeldange, pela sua amizade e colaboração.

Usou depois da palavra o Comandante dos Bombeiros, Joaquim Gaspar. Num discurso emocionado, afirmou que “os Bombeiros de Portugal não sendo profissionais de carreira são profissionais nas missões que lhes estão incumbidas”, estando sempre prontos para socorrer e ajudar 24 horas sobre 24 horas e 365 dias do ano. Prestes a deixar o cargo de Comandante por limite de idade, disse estar cansado das injustiças e despeito pelos bombeiros portugueses, no entanto não gostaria de ir embora sem ver reconhecido o verdadeiro e real valor dos Bombeiros de Portugal.

Seguiu-se a imposição de insígnias a elementos do Corpo Ativo de Bombeiros - Medalha de Ouro, Prata e Cobre - por assiduidade e bons e efetivos serviços. Foi uma cerimónia cheia de emoção, cabendo a esposas, maridos, pais, filhos, colocar a insígnia nos agraciados, num gesto de grande carinho e orgulho.

O Presidente da Direção dos Bombeiros, Hugo Fonseca, referiu que o 90º aniversário que hoje a Associação comemora, não seria possível sem a existência destes homens e mulheres que ao longo de 90 anos, colocaram, colocam e colocarão, à frente dos seus interesses pessoais, a ajuda ao próximo e a defesa do património individual e coletivo deste concelho. “A sua atuação, sempre digna, fiel e altruísta, com sentido de responsabilidade, é cumprida com os mais elevados padrões de eficácia, eficiência, abnegação e qualidade que colocam estes soldados da paz, num patamar relevante de cidadania”, afirmou.
Destacou o voluntarismo das sucessivas direções e órgãos sociais, o contributo do Município, das empresas, da população, da comunidade emigrante, bem como a forma rigorosa e cuidada como a Associação tem sido gerida, sendo uma instituição que goza de excelente saúde financeira. Embora o futuro se avizinhe difícil, afirmou a sua certeza de que “os Bombeiros Voluntários de Mortágua continuarão a desempenhar o seu papel com orgulho, voluntarismo, espírito de equipa e com o altruísmo que lhe é reconhecido, perpetuando a missão da Associação”.

O Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Viseu, Rebelo Marinho, sublinhou a história e memória de quase um século da Associação e prestou homenagem a todos os bombeiros, atuais e já falecidos, que ao longo de tantos e tantos anos asseguraram a proteção e socorro às populações do concelho. Dedicou uma homenagem especial aos bombeiros do distrito de Viseu, destacando nomeadamente a sua ação no combate aos incêndios do verão passado, enaltecendo a sua coragem, entrega, empenho e sacrifício, até ao limite das suas forças.

Na sua intervenção, o Presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Soares, referiu que o voluntariado dos bombeiros não é sinónimo de amadorismo, mas de “profissionalismo, competência e saber” e que os bombeiros de Portugal estão ao nível do que há de melhor no mundo.
O dirigente máximo da Liga defendeu ainda a existência de uma lei de financiamento dos Corpos de Bombeiros e a criação de legislação adaptada às realidades e dificuldades atuais dos bombeiros, como seja a atualização dos seguros.

Referindo-se ao que aconteceu com os incêndios florestais neste verão, adiantou que a Liga dos Bombeiros está a avaliar a situação com outras entidades para apurar o que se passou e corrigir eventuais erros, e frisou que o problema dos incêndios florestais está a montante, não é da responsabilidade dos bombeiros, que apenas têm a missão de os combater e minorar as suas consequências. Nesse sentido destacou o trabalho exemplar que tem sido feito no concelho de Mortágua a nível do planeamento, ordenamento e tratamento da floresta.

“Município sente muito orgulho do seu desempenho”
- referiu Presidente da Câmara Municipal, José Júlio Norte

O Presidente da Câmara, José Júlio Norte, na sua intervenção, começou por felicitar os Bombeiros de Mortágua pelos seus 90 anos de vida e afirmou que “é difícil encontrar palavras para expressar a generosidade, a coragem, o altruísmo e o espírito de entrega destas gentes à causa do voluntariado”
“A forma imediata como respondem ao toque da sirene colocando muitas vezes a sua vida em risco em prol dos outros, tudo dando sem pedir nada em troca, merece de todos nós o maior apreço, respeito e reconhecimento”, disse, acrescentando ainda: ”Os nossos bombeiros são hoje uma referência no concelho e na região e o Município sente muito orgulho do seu desempenho”.

E deixou a garantia de que o novo Executivo Municipal irá continuar lado a lado com os Bombeiros de Mortágua, apoiando no que for necessário. “A Câmara Municipal de Mortágua, nunca negou qualquer apoio solicitado a esta Associação e a esta casa, foi assim no passado e continuará a ser assim no futuro”..
O Presidente da Câmara Municipal dirigiu ainda palavras especiais para o Comandante Joaquim Gaspar, lembrando a sua dedicação aos bombeiros ao longo de mais de quatro décadas, e ao Sr. Gualter Mendes, considerando que é “um exemplo de verdadeira cidadania”.

O Diretor Nacional de Bombeiros, Pedro Lopes, que encerrou a Sessão, em nome do Governo exprimiu o sentimento de profundo reconhecimento aos bombeiros com e sem farda que serviram e servem a Associação, desenvolvendo uma atividade humanitária em favor das populações.
Referiu-se depois à época oficial de fogos, que terminou em setembro, e considerou que o balanço é trágico, pelo número de vidas que se perderam (8 bombeiros falecidos no combate às chamas), pelo elevado número de ignições (cerca de 19 mil) e pela área ardida (superior a 150 mil hectares).
“É absolutamente inconcebível termos tido um tão elevado numero de ignições, num verão que ficou registado como dos mais severos dos últimos 14 anos em quatro distritos do país, incluindo o distrito de Viseu. Não podemos continuar a assistir a 16 dias seguidos com mais de 300 incêndios por dia”, afirmou.
Aquele responsável referiu ainda que se vive um tempo de mudança, em que ao bombeiro atual, para além do espírito voluntário, é-lhe exigido a máxima eficácia e profissionalismo, para que possa prestar o melhor serviço às populações.
Por outro lado, destacou o lançamento do projeto do sistema de vigilância médica para os quadros ativos e comando dos Bombeiros e dos concursos de aquisição de equipamento de proteção individual, que já cobre 50% das Corporações, estando previsto para breve prazo a sua extensão às restantes.

Gualter Mendes agraciado pela Liga dos Bombeiros Portugueses


Para além das intervenções das entidades oficiais e da imposição de insígnias, a Sessão Solene ficou marcada por mais dois atos públicos. Um deles foi a atribuição do titulo de Sócio Honorário ao antigo Presidente da Federação dos Bombeiros do Luxemburgo, como reconhecimento do apoio que os Bombeiros do Luxemburgo têm dado aos Bombeiros de Mortágua, nomeadamente na cedência de viaturas. A distinção foi entregue ao atual Presidente da Federação dos Bombeiros do Grão Ducado.
A outra distinção foi para Angelo Gualter Mendes, um cidadão mortaguense que tem sido um grande amigo da Associação Humanitária e destacado dirigente, tendo ocupado vários cargos nos órgãos sociais dos Bombeiros, durante mais de três décadas.
Num ato de reconhecimento publico pela sua dedicação e apoio aos bombeiros, o Comando e a Direção dos bombeiros propuserem à Liga dos Bombeiros Portugueses a atribuição da medalha de mérito de serviços distintos, grau ouro.
A proposta tem o seguinte teor: “A Direção e o Comando da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mortágua, considerando o enorme relevo da atuação e empenho, de Gualter Angelo Mendes, à causa dos Bombeiros Voluntários de Mortágua, enquanto dirigente e membro participativo, responsável e de elevada estatura moral, cívica e social, decidiu por unanimidade propor à Liga dos Bombeiros Portugueses a atribuição da medalha de mérito de serviços distintos, grau ouro, a Gualter Angelo Mendes. A proposta mereceu parecer favorável da Liga em sessão do dia 3 de outubro de 2013.
Coube ao Presidente da Câmara, José Júlio Norte, e ao Presidente da Assembleia Municipal, Afonso Abrantes, a entrega da medalha de mérito e diploma, respetivamente.

No final da Sessão Solene foram entregues lembranças a todas as entidades presentes. O Presidente da Câmara cessante, Afonso Abrantes, recebeu um agradecimento especial da Direcção dos Bombeiros. Os representantes dos Bombeiros do Luxemburgo e de Wormeldange também entregaram lembranças aos Bombeiros de Mortágua.

O programa das comemorações, lembramos, teve início no dia 26, com uma missa em memória dos Bombeiros e Associados já falecidos, na Igreja Matriz de Mortágua. No dia 27, para além da Sessão Solene, as comemorações foram assinaladas com o Hastear da Bandeira no Quartel, um desfile apeado e de viaturas dos bombeiros. Entre as viaturas encontrava-se a mais recente aquisição, uma Viatura Ligeira de Fogos Florestais. Trata-se de uma de duas viaturas (a outra é um semipesado) que serão inauguradas brevemente.
A convite da Associação Humanitária, a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão integrou também o desfile e a Guarda de Honra às entidades oficiais.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Iniciada a construção do Parque Canino junto aos passadiços da ribeira da Fraga2021-09-24
Arrancou novo ano letivo com a maioria dos alunos já vacinados2021-09-20
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade