Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Instalação dos Órgãos Autárquicos para o quadriénio 2013-2017

2013-10-25
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

José Júlio Norte tomou posse como Presidente da Câmara

Realizou-se no passado dia 22, a cerimónia pública e solene da Tomada de Posse dos Novos Órgãos Autárquicos para o Quadriénio 2013-2017.
O Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde decorreu a cerimónia, foi pequeno para todos os que quiseram assistir, registando-se uma elevada participação do público, para além da presença de personalidades e entidades convidadas. Em ato contínuo foram empossados os membros eleitos para a Assembleia Municipal e os Vereadores eleitos para o Executivo Municipal.
O novo Executivo Municipal, liderado por José Júlio Norte, é constituído por 7 Vereadores, sendo quatro do Partido Social Democrata e 3 do Partido Socialista. Os Vereadores são os seguintes: José Júlio Norte (PSD), Paulo Oliveira (PSD), Emilia Matos (PSD), Serafim de Oliveira (PSD); João Fonseca (PS), Acácio Fernandes (PS) e Márcia Lopes (PS).

O Presidente da Assembleia Municipal cessante, Acácio Fernandes, na sua última intervenção naquela qualidade, pediu aos eleitos para que cumpram os programas que defenderam junto dos eleitores e que cada Órgão exerça as funções próprias que lhe estão cometidas, formulando, no final, votos de felicidades a todos os eleitos.
O Presidente da Câmara cessante, Afonso Abrantes, também convidado a usar da palavra, começou por prestar homenagem ao Dr. Bráulio Afonso, ali presente, primeiro autarca eleito após o 25 de abril de 1974 e saudou todos os Mortaguenses pela forma como decorreu o último ato eleitoral, “com elevado sentido cívico e superior maturidade democrática”.

Fazendo um balanço do que foram os seus seis mandatos à frente dos destinos do Município, mais precisamente 23 anos, 9 meses e 22 dias, afirmou que foi uma honra e um privilégio trabalhar, com seriedade, honestidade, rigor e com sentido de cumprimento dos deveres e obrigações em prol da causa pública e do bem estar dos cidadãos.
“É com orgulho que sinto como principal reconhecimento o respeito dos cidadãos, que também sempre procurei respeitar. (..) O meu sincero muito obrigado e as minhas sinceras desculpas se não correspondi às expectativas de alguns”.
Dirigindo-se ao seu sucessor no cargo, que trabalhou consigo durante mais de duas décadas, desejou-lhe o maior sucesso, reconhecendo “a sua dedicação e capacidade de trabalho e a força anímica que o leva a nunca desistir, atributos que serão certamente muito importantes nas suas funções”.
“Desejo-lhe as maiores felicidades para o mandato que agora inicia, podendo contar com a minha cooperação institucional na defesa dos interesses do Município e dos Mortaguenses”, acrescentando que “Mortágua merece que deixemos de lado os interesses pequeninos de cada um e nos empenhemos todos no seu desenvolvimento, progresso e engrandecimento. Amanhã será um novo dia, um dia em que iremos iniciar mais uma caminhada, com elevada confiança nas gentes da nossa terra e nas suas enormes potencialidades”.

Na sua primeira intervenção como Presidente da Câmara Municipal, José Júlio Norte, começou por prestar homenagem a dois autarcas ali presentes, Bráulio Afonso e Afonso Abrantes, e saudar todos os Mortaguenses, enaltecendo a sua maturidade democrática e manifestando profundo respeito pelas diferentes opções que tomaram no ato eleitoral de 29 de setembro.
A todos deixou a garantia de que será “Presidente de todos os Mortaguenses”, independentemente da cor partidária de cada um, salientando que o novo Executivo não está condicionado por qualquer pressão partidária, económica ou de qualquer grupo de interesse, sendo apenas fiel ao programa apresentado em campanha eleitoral e à vontade das populações. “Somos um grupo de homens e mulheres livres, cuja ambição é servir o concelho e as suas gentes, sublinhando que “Mortágua será a nossa batalha para os próximos quatro anos”.
“Esperem do novo Executivo uma nova forma de fazer política, uma nova atitude, uma política de proximidade com os cidadãos, um novo ciclo político para Mortágua, um ambiente de liberdade e democracia e de afirmação plena da cidadania”, disse, deixando a garantia de que será um Presidente sempre presente.
“O ato público em que fomos empossados é para mim um compromisso de responsabilidade com o futuro, porque é esse o sentido que nos deve orientar, porque é essa a força e a energia que nos sustenta. Queremos mobilizar as competências dos serviços, a capacidade de concretização dos dirigentes, a boa vontade dos autarcas, o empenho de todos que connosco vão trabalhar. Por isso a escolha dos Mortaguenses só pode ser uma: confiança numa dinâmica de futuro, que simultaneamente nos responsabiliza e compromete em fazer cada vez mais e melhor em prol da população de Mortágua”, vincou.

Aos Trabalhadores Municipais deixou uma mensagem de tranquilidade e serenidade, dizendo que podem contar com todo o seu apoio, incentivo e disponibilidade para ouvir e que serão benvindas as suas propostas e sugestões.
Dirigiu também uma palavra aos Presidentes de Junta de Freguesia eleitos, demonstrando vontade para trabalhar em conjunto. “Não há Juntas deste ou daquele partido. Vamos trabalhar todos, sem qualquer distinção”. E adiantou que o acompanhamento às Freguesias não se limitará ao trabalho de gabinete. “O Presidente da Câmara e os Vereadores do Executivo estarão permanentemente no terreno e serão uma presença constante junto dos cidadãos que representam, afirmando dessa forma a desejada proximidade entre eleitos e eleitores”.

Falando já do futuro, José Júlio Norte definiu que o modelo e o caminho de desenvolvimento que propõe para o Município assenta na ideia de que “não se pode continuar a olhar para Mortágua nos limites do seu território”, como se nada mais se passasse para além dele, “porque o mundo atual encolheu as distâncias mas alargou as oportunidades”.
Considerou por isso que “Mortágua tem de internacionalizar a dinâmica do desenvolvimento, porque no futuro a competitividade tem de se afirmar na escala global”. Uma competitividade que passa pela atração de empresas, sediação de nichos de investigação e inovação tecnológica, mobilidade das pessoas e diversidade das culturas, captação de fluxos turísticos e elevação dos padrões de vida e de bem- estar dos cidadãos
.“Quero criar o conceito de Mortágua como comunidade do conhecimento, da cultura e da inovação, capaz de fomentar o desenvolvimento de novas empresas e acolher novas instituições, de forma a consolidar o parque industrial e tecnológico”, acrescentando que “o grande diferencial de atração de novas empresas terá de ser o capital humano, os nossos jovens, o rosto do Futuro e a imagem de uma formação qualificada, competente e empreendedora”.
A criação de emprego, a valorização do território e o apoio incondicional às empresas e empresários, serão objetivos estratégicos do novo Executivo. “A Câmara Municipal terá uma equipa que trabalhará lado a lado com as empresas e em especial com os empresários do concelho”, disse, salientando também a aposta na valorização e modernização do comércio tradicional.
O Presidente da Câmara referiu ainda que o novo Executivo estará muito atento às questões sociais, em especial com os idosos e os deficientes, bem como à situação das pessoas que estão a passar por maiores dificuldades económicas.

No final da sua intervenção reconheceu que o desafio a que a equipa que lidera se propõe é ambicioso e que para sua concretização será necessário a cooperação do Governo Central, estabilidade na administração da Câmara, convergência de vontades e focagem na persecução dos objetivos estratégicos do Município. E apelou à colaboração de vontades e esforços: “Temos todos que ser capazes de superar as circunstâncias temporais e dar o nosso melhor em prol do concelho de Mortágua, porque a nossa felicidade chegará um dia, quando o tribunal do tempo histórico, ajuizar daqui por muitos anos, que aqueles que a partir de hoje assumem a responsabilidade de dirigir os destinos deste concelho, no poder e na oposição, tiveram um papel preponderante e legaram às gerações vindouras um concelho melhor”.

No final da cerimónia, sucederam-se os cumprimentos e as felicitações aos novos eleitos, ouvindo-se mensagens de incentivo e encorajamento.





Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade