Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Mortágua comemorou Dia do Município

2013-05-13
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

O Dia do Município, feriado municipal, foi assinalado com vários atos públicos, destacando-se a Sessão Solene, que constituiu o ponto alto da comemoração. À Sessão, realizada no Centro de Animação Cultural, assistiu numeroso público que encheu o auditório, conferindo maior brilho a esta solenidade e a este dia que simboliza a identidade, união e fraternidade de todos os Mortaguenses.

No evento marcaram ainda presença os representantes dos Órgãos Municipais (Presidente da Assembleia Municipal, Presidente da Câmara Municipal, Deputados Municipais, Vereadores), Presidentes de Junta de Freguesia e restantes autarcas, representantes de Entidades Locais, Dirigentes Associativos, além das Associações representadas com as suas bandeiras e estandartes.

Como tem acontecido em anos anteriores, este dia foi escolhido pelo Município para agraciar Trabalhadores Municipais, Associações, Instituições Locais e Empresas do concelho, prestando-lhes público reconhecimento pela sua ação em prol do desenvolvimento e qualidade de vida da comunidade mortaguense.

Após a entrega das distinções municipais, registaram-se intervenções do Presidente da Assembleia Municipal e do Presidente da Câmara Municipal.

Na sua intervenção, o Presidente da Assembleia Municipal, Acácio Fonseca, referiu-se às condições difíceis que estão a viver os portugueses, suportando uma carga fiscal tremenda sobre os proveitos do trabalho, alertando ainda para a situação em que se encontram os pensionistas e reformados, os desempregados e os jovens, “sem que se vislumbre uma luz ao fundo do túnel”.

E afirmou: “Após o 25 de abril de 1974, nunca assistimos como agora a tamanho ataque ao Estado Social, ao SNS, ao apoio aos pobres e desprotegidos”. E deixou no ar a pergunta: Como é que os municípios podem continuar a desenvolver a sua atividade para proporcionar condições de vida dignas aos seus munícipes, quando o Poder Central descapitaliza os municípios, quer cortando nas transferências do Orçamento de Estado, quer desviando receitas municipais para a Administração Central?

Referiu que a situação dos idosos e pensionistas só não é mais grave porque existe o apoio das instituições sociais, para dizer: “Um país que não proteja os seus idosos e pobres, que quando eram novos e trabalhadores ativos, muitas vezes trabalhando sol a sol, tanto contribuíram para o enriquecimento e valorização do seu país, não tem futuro”.

Sendo o fim do seu mandato como presidente da Assembleia Municipal, aproveitou o momento para manifestar gratidão aos Deputados Municipais, aos Vereadores e Autarcas de Freguesias, saudando ainda as Pessoas, Associações, Instituições e Empresas homenageadas neste Dia do Município.

E dirigindo-se ao Presidente da Câmara, que também vai cessar funções em outubro, referiu a sua certeza de que “vai deixar para sempre a sua marca “.

Na intervenção que proferiu na Sessão Solene, o Presidente da Câmara, Afonso Abrantes, manifestou toda a sua preocupação e apreensão pelo estado a que chegou o País, em consequência de políticas de austeridade pela austeridade, “que estão a conduzir à destruição progressiva do Estado Social, dos direitos e qualidade de vida dos portugueses”, dizendo que “essas políticas e os partidos que as apoiam não deixarão de ser julgados pelo voto do povo “.

O Presidente da Câmara mostrou-se particularmente preocupado com o desemprego jovem no país, sendo já de 40%, alertando para os riscos da fuga para o estrangeiro dos seus melhores quadros. “Jovens que não gostaríamos de ver emigrar porque com eles emigra a geração mais bem preparada dos últimos séculos, e o país perde assim a sua maior riqueza”, vincou.

A poucos meses de cessar funções, o Presidente da Câmara dirigiu palavras de agradecimento aos Trabalhadores Municipais, afirmando que levará consigo, “como dentro de um guarda-jóias”, o carinho e a amizade de centenas de trabalhadores municipais, desde o mais simples operário até ao técnico mais qualificado, uma grande equipa que se transformou numa família.
E lembrou os muitos milhões de euros que foram realizados por administração direta, nomeadamente ao nível do abastecimento de água e redes de saneamento, poupando o Município muito dinheiro.

Dirigiu também palavras de agradecimento a todos os Autarcas de Freguesia e em especial aos Presidentes de Junta, com quem teve o privilégio de trabalhar e conviver, afirmando que procurou sempre tratar todos de uma forma igual e equitativa, independentemente das cores políticas que representavam.

Agradeceu às equipas com quem trabalhou, dizendo que a obra que o Município realizou “não é obra de um homem só, é obra de equipas políticas, de equipas técnicas, dos trabalhadores dos diversos setores do Município, e também de tantos homens e mulheres que participaram nos órgaõs autárquicos das freguesias”.

Agradeceu ainda aos mortaguenses, por durante 24 anos, lhe terem dado e redobrado sempre a confiança para presidir aos destinos do Município.

E aproveitou o momento para pedir desculpa aos mortaguenses por alguns erros ou algumas falhas que possa ter cometido ao longo deste tempo, dizendo que há sempre uma sensação de insatisfação, nunca se faz tudo.

Referiu ainda que não está à espera de receber qualquer tributo por parte das pessoas: “O que de bom possa ter feito, fiz no cumprimento do meu dever e no respeito pelos Vossos direitos”, acrescentando: “Eu só quero levar, e levo, como recompensa mais valiosa a minha consciência tranquila de que sempre agi no convencimento de que estava a fazer o melhor, e na certeza de colocar o interesse coletivo acima do interesse individual”.

E deixou a garantia de que continuará com a mesma dedicação, o mesmo empenho e a mesma determinação até ao último dias das suas funções.




Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade