Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Comemoração do 25 de Abril em Mortágua

2013-04-26
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

“Pedalar por abril” juntou 210 participantes, num encontro de gerações

Os 39 anos do 25 de abril foram assinalados em Mortágua com a iniciativa “Pedalar por abril”, promovida pelo Município, que contou com a participação de 210 inscritos, em representação das Associações do Concelho.

Os participantes partiram de quatro associações, Vila Moinhos, Vila Pouca, Sobrosa e Marmeleira, cada grupo com um percurso diferente, confluindo os quatro percursos na Praça do Município. Os participantes, de todas as idades, crianças, jovens e adultos, famílias inteiras, traziam cravos estampados nas t-shirts.

Num ambiente de festa e convívio, cantou-se a “Grândola Vlla Morena, uma das “senhas” da Revolução, e gritaram-se vivas ao 25 de Abril.

Ao longo dos percursos havia pontos de paragem, tipo peddy-paper, em que cada grupo tinha que responder a perguntas sobre acontecimentos marcantes do 25 de Abril.
Após a concentração geral na Praça do Município, os participantes realizaram um pequeno passeio pela zona de Mortágua e Vale de Remígio, terminando no Parque Verde, local aprazado para o almoço-convívio.

Os participantes saudaram a iniciativa, considerando-a uma excelente ideia: “Acho que foi uma iniciativa muito bonita. É um dia de festa, as pessoas estão aqui por vontade própria, e é importante passar a mensagem aos mais novos”, referiu-nos Joaquim Valente, 61 anos.

Para Tânia Paiva, 21 anos, este tipo de iniciativas são importantes “para manter viva a celebração da Revolução, para relembrar e realçar o dia”.

Manuela Pereira, 30 anos, referiu que “cada um deve comemorar a data à sua maneira, da forma que melhor exprimir o sentimento de liberdade”. E acrescentou: “É natural que as pessoas que viveram o 25 de Abril sintam a data de uma forma mais intensa que nós os jovens, porque eles sentiram na pele o que foi a repressão e a ditadura do regime. Acho que desta forma os jovens interessam-se mais, é uma forma original e irreverente de comemorar o 25 de Abril”.

A mesma opinião é partilhada por Otília Santos, 44 anos. “O 25 de abril pode ser comemorado de muitas formas, o espírito da celebração é que interessa. Acho que é uma boa forma de chamar a atenção dos jovens, sobretudo porque eles não viveram esses acontecimentos”.

Alguns jovens com quem falámos afirmam que, 39 anos depois, a liberdade do País está novamente em causa, com as imposições da Troika e a perda da soberania nacional: “a falta de emprego, a falta de oportunidades, também limitam a nossa capacidade, criatividade e liberdade de exercício de uma profissão, porque não nos deixam desenvolver. E os jovens são os principais afetados neste momento”, referiu-nos Elisa Lourenço, 26 anos.

O Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes, e o Vereador Ricardo Pardal, marcaram presença no evento. No final do convívio, o Presidente da Câmara dirigiu algumas palavras aos participantes, tendo começado por agradecer às Associações que colaboraram na organização da iniciativa e a participação de todos, destacando a presença de muita juventude: “é com muita satisfação que eu vejo aqui tantos jovens, num verdadeiro encontro de gerações”.

Segundo o Presidente da Câmara, o 25 de abril não tem que ser comemorado necessariamente de uma forma solene ou institucional, com os habituais discursos e cerimónias oficiais. “Provavelmente não teríamos aqui tantos jovens e certamente que eles vão ter mais curiosidade e interesse em saber o que foi o 25 de Abril e o seu significado”.

O Presidente da Câmara destacou a importância de não deixar cair no esquecimento os ideais e as conquistas do 25 de abril, como a liberdade, a democracia, a igualdade no acesso aos bens culturais e sociais, o Poder Local, lembrando que “os concelhos não teriam tido o desenvolvimento que tiveram ao longo destes anos se não fosse esta Revolução e o surgimento do Poder Local”.
Mas lamentou, em tom de alerta, “estamos agora a perder muito daquilo que conquistámos em termos de direitos e compete-nos não nos resignarmos, resistirmos sempre, e termos uma grande determinação para legarmos às gerações vindouras um concelho sustentável e com qualidade de vida”.

E dirigiu uma palavra especial os jovens, para que continuem a lutar pela realização dos seus sonhos e para não se resignarem. E terminou com votos de “25 de abril sempre, com prosperidade e solidariedade”.



Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Rali de Mortágua vai decidir o Campeão Nacional de Ralis.2021-10-26
Mundiais de Pista. Ciclista Iúri Leitão sagrou-se Vice-Campeão do Mundo na prova de eliminação.2021-10-25
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade