Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



“Não há vontade política para colocar médicos em Mortágua”

2012-10-02
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Presidente da Câmara acusa, de forma perentória

A atual situação de funcionamento do Centro de Saúde de Mortágua foi um dos temas em foco na intervenção do Presidente da Câmara na reunião da Assembleia Municipal, realizada no passado dia 28.
Na sua intervenção, o Presidente da Câmara referiu-se à falta grave de médicos que se verifica há bastante tempo, sem que haja qualquer resposta por parte da Administração Regional de Saúde (ARS), acusando esta entidade de passividade, falta de diálogo e de tratar de forma desigual e discricionária o Centro de Saúde de Mortágua face aos restantes centros de saúde da ACES do Baixo Mondego e concelhos limítrofes.

“Mortágua está a ser prejudicado e não há vontade política para resolver a falta de médicos. Não me irei calar perante esta discricionariedade e abandono a que estão a votar o Centro de Saúde de Mortágua, onde até faltam materiais essenciais para fazer tratamentos e deixou de haver consultas de prevenção em várias áreas da saúde”.

O Presidente da Câmara criticou ainda a falta de diálogo e de cooperação institucional por parte da ARS Centro: “Tem faltas inaceitáveis, não responde por escrito nem às questões que lhe são colocadas, nomeadamente pela Assembleia Municipal, nem aos pedidos de reunião solicitados, retira a ambulância do INEM sem ouvir o Centro de Saúde e o Município. Em muitos anos e com vários governos, nunca assistimos a este tipo de comportamento”.
A situação só não é pior, referiu, porque há um grande esforço e uma enorme dedicação dos profissionais no ativo para que os serviços funcionem, apesar de todas as dificuldades.

Assembleia Municipal aprovou Moção, por unanimidade
Grupo Parlamentar do Partido Socialista exige mais médicos para o Centro de Saúde de Mortágua e não aceita redução de horário de funcionamento


Sobre o mesmo assunto, o Grupo Parlamentar do Partido Socialista apresentou uma Moção, aprovada por unanimidade, manifestando “o seu profundo desagrado e repúdio pela forma como o Centro de Saúde de Mortágua tem sido tratado, com total desrespeito e absoluto desprezo pelos utentes e pelos profissionais” que estoicamente tudo tem feito para que a situação de prestação de serviços mantenha o mínimo de condições;
A Moção refere que a comparação de rácios médico/doente é fortemente penalizadora para os profissionais do Centro de Saúde de Mortágua, face à situação atual dos restantes Centros de Saúde da ACES do Baixo Mondego. “Quando a lei permite ou indica um número global de 1500 por médico de família, em Mortágua a média ultrapassa 1900, existindo ainda 616 pessoas sem médico de família. Só 3 médicos atendem 66% dos utentes que têm médico de família”.
A explicação para este “fenómeno”, segundo o Grupo Parlamentar do PS, tem duas razões: em primeiro a falta de 3 médicos em Mortágua, que nunca foram repostos, e em segundo, a existência de mais de 2000 utentes não residentes no concelho.
O Grupo Parlamentar do PS exige a colocação de mais médicos, repondo os rácios, por forma a que o Centro de Saúde de Mortágua não continue a ser discriminado em relação a todos os restantes do ACES Baixo Mondego e a que os profissionais que aqui trabalham possam assegurar com dignidade os cuidados de saúde aos utentes dos seus ficheiros, e sem pôr em causa a sua integridade física e mental;
Lembra que o concelho tem uma percentagem elevada de população envelhecida que necessita de acompanhamento continuado do médico de família em termos de prevenção de patologias específicas, acompanhamento e controle de planeamento familiar, diabetes, saúde materno-infantil, prevenção de riscos cardio vasculares, entre outras.
E deixa uma questão no ar: “Será que o Ministério da Saúde pretende transformar os Centros de Saúde numa mera e simples plataforma de reencaminhamento para os hospitais centrais?”
O Grupo Parlamentar do PS deixa o repto: ou a ARS coloca mais médicos ou os 2000 utentes não residentes não devem continuar, em termos de consulta programada, a sobrecarregar o Centro de Saúde, onde a marcação atinge já cerca de 1 mês de espera.
O Grupo Parlamentar do PS lembra que “a saúde não é uma equação de custo-benefício financeiro. É uma obrigação do Estado, é e será sempre na sociedade em que vivemos e no modelo que construímos uma garantia a que os cidadãos tem direito”, citámos.
Além da falta grave de médicos, o Grupo Parlamentar do PS denuncia a proposta da ARS Centro (mais uma) de redução drástica de pagamento de horas aos clínicos, que terá como consequência lógica e consecutiva a diminuição do horário de funcionamento do Centro de Saúde de Mortágua. Para o Grupo Parlamentar do PS a questão é clara. “Há necessidade de mais médicos no Centro de Saúde de Mortágua. A situação atual e a que se está a propor não são sinónimo de qualidade de serviço de saúde prestado às populações. Não aceitamos nova redução do horário de funcionamento, apenas e tão só por razões económicas, e exigimos uma política de qualidade no funcionamento do Centro de Saúde, que sirva as pessoas e o concelho.
Cabe ao Senhor Ministro da Saúde, como primeiro responsável das políticas que estão na origem desta situação, e à Administração Regional de Saúde, criarem as condições de funcionamento que respeitem os direitos e a dignidade das populações de Mortágua e dos profissionais do Centro de Saúde”.
E deixa o alerta: “nem esta Assembleia, nem as populações que representa, vão aceitar por muito mais tempo a situação existente e a passividade da Administração Regional de Saúde”.




Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Rali de Mortágua vai decidir o Campeão Nacional de Ralis.2021-10-26
Mundiais de Pista. Ciclista Iúri Leitão sagrou-se Vice-Campeão do Mundo na prova de eliminação.2021-10-25
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade