Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
dezembro de 2017


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal


 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice > Turismo 

Partilhar   

Servidas 2211 doses no Fim de Semana da Lampantana. É o segundo melhor registo nas oito edições do evento gastronómico.

2017-11-15
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

 

 

No Fim de Semana da Lampantana, realizado nos dias 27, 28 e 29 de outubro, foram servidas 2211 doses, tendo superado os números da edição transata. Este foi mesmo o segundo melhor registo nas oito edições que já leva o evento, sendo apenas ultrapassado pelo ano de 2014 em que se contabilizaram 2309 doses vendidas.

Os números foram conhecidos no passado dia 7, na sessão de entrega dos diplomas aos 14 restaurantes que participaram na edição anual do evento gastronómico. Os restaurantes participantes foram os seguintes: A Lanchonete, A Mó, A Roda, Adega dos Sabores, Aldeia Sol, Aroma Requintado, Café Park, Fazenda, Floresta, Montebelo Aguieira, Pensão Juiz de Fora, Lagoa Azul, Orlando, Teu Amigo.

Na sessão que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, agradeceu a “coragem” de participação dos restaurantes num contexto particularmente difícil, tendo em conta os acontecimentos trágicos nas duas semanas que antecederam o evento.

“Confesso que as expectativas iniciais eram muito baixas relativamente à adesão do público, dado os acontecimentos recentes, mas felizmente as coisas correram melhor do que se poderia pensar, falando em termos gerais e em comparação com a edição transata. Mais uma vez conseguimos ultrapassar a fasquia das 2 mil doses, o que é um bom indicador de sucesso. Não temos dúvidas de que se não tivesse sido esta tragédia as coisas teriam corrido ainda melhor”, frisou.

Júlio Norte afirmou que a adesão registada, nomeadamente de muitas pessoas vindas de fora do concelho, “significa que o prato é apreciado, tem qualidade, porque nós quando vamos a estes festivais gastronómicos é mesmo porque gostamos”.

Sendo certa a qualidade do prato, o rigor na confeção, a hospitalidade na arte de receber, sublinhou no entanto que “há sempre pequenos pormenores que podem ser melhorados”.

Júlio Norte manifestou a abertura do Município para realizar outras iniciativas em parceria com os restaurantes, tendo como objetivo trazer mais visitantes ao concelho e desse modo ajudar a alavancar o setor da Hotelaria e Restauração do concelho. E lançou como próximo desafio a realização da segunda edição da Mostra do Borrego, a ter lugar na altura da Páscoa.

Adiantou ainda que o Município pretende dinamizar rotas turísticas no concelho, desenhadas de forma integrada, que leve os turistas a percorrer um circuito pelo concelho, com passagem por locais de interesse histórico, patrimonial, cultural, rural, e aproveitando nomeadamente a presença das milhares de pessoas que estadiam no Montebelo Aguieira.

O Município de Mortágua, além da promoção do evento, fez a oferta do vinho, com rótulo especial e o selo de qualidade da Sociedade Agrícola Boas Quintas, de Mortágua. Mais uma vez mereceu muitos encómios, constituindo um excelente complemento à Lampantana.

À semelhança de anos anteriores, na sessão procedeu-se ao sorteio de um cupão entre todos os que foram distribuídos aos clientes, consistindo o prémio numa caixa de vinho da série especial Lampantana. O premiado foi Rosalinda Pereira, residente na Felgueira.

De uma maneira geral, os restaurantes mostraram-se satisfeitos com a adesão de público, até porque, reconhecem, havia algum receio face à tragédia de 15 de outubro.

A Pensão Juiz de Fora foi um dos dois restaurantes que participou no evento pela primeira vez. “Correu de forma positiva. Nós não estávamos à espera de tanta adesão por causa de tudo o que aconteceu, correu melhor do que estávamos a pensar”, referiu Joana Martins.

Joana Martins considera que este tipo de eventos “mexe sempre a nível do movimento de clientes e da promoção da casa. “As pessoas ficam a conhecer o nosso serviço, damos a conhecer não só este prato tradicional como outros pratos que nós temos”.

E considera que é muito importante que os responsáveis deste setor estejam unidos em torno de uma estratégia comum para promover a gastronomia do concelho e o setor de atividade. “Há ainda muita coisa que se pode fazer, mas isso não parte só do Município, parte também de nós os comerciantes. É preciso quebrar barreiras e depois trabalhar as ideias em conjunto”, afirma.

Quem também participou pela primeira vez foi o Restaurante Aroma Requintado. Joel Pereira, gerente do estabelecimento, fez um balanço positivo desta primeira participação. “Tivemos uma adesão muito razoável, para primeira experiência foi muito bom, estamos satisfeitos. Houve casas que trabalharam melhor do que nós, em termos de afluência, mas também temos de entender que já têm uma tradição, já participam há vários anos”.

O impacto no movimento comercial foi notório. “Especialmente no sábado e domingo tivemos muitas pessoas que não eram clientes do dia-a-dia, alguns deles de fora do concelho, e que vieram com esse único objetivo de provar a Lampantana”.

A análise dos cupões preenchidos permite concluir que a maioria dos clientes classificou o prato e os restaurantes com a nota Excelente e Bom, sendo a avaliação geral muito positiva relativamente aos restantes itens. Os dados revelam que 78% já tinha conhecimento da Lampantana, podendo-se concluir que a maioria não se desloca aos restaurantes com o fim de conhecer este prato, mas sim saboreá-lo. Finalmente outro dado, muito significativo, 31% dos clientes não eram residentes no concelho, o que vai ao encontro de um dos principais objetivos do evento, atrair novos clientes/visitantes.

O balanço final do evento é claramente positivo, tendo sobretudo em conta o contexto em que teve lugar, com a memória ainda bem viva da tragédia dos dias 15 e 16 de outubro. Registou-se um maior fluxo de clientes nos restaurantes aderentes e uma dinamização da economia local, beneficiando não só os restaurantes, como outros setores que estão indiretamente associados à realização do evento.

 

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Turismo Centro de Portugal e CCDRC deram a conhecer medidas de apoio às empresas do setor afetadas pelos incêndios 2017-11-07
Percurso Pedestre entre a Ponte do Barril e o Parque Verde. Obra em fase adiantada de execução. 2017-05-19
Mortágua acolheu Land Aguieira Wildcamp 2013-07-09
Município promove caminhadas2008-04-23
Montarias do Centro2008-02-19
Academia Saber+ representou Auto de Natal2017-12-13
Mercadinho de Natal antecipou chegada da quadra, com doçarias, artigos artesanais e animação de rua2017-12-11
Grupo FHC investe 40 milhões em nova fábrica no Parque Industrial de Mortágua. Nova unidade vai criar mais de 100 postos de trabalho.2017-12-07
Neste Natal prefira o Comércio Local, Faça Mortágua Brilhar!2017-12-07
Mercadinho de Natal realiza-se no próximo domingo2017-12-07


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site