Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Setembro de 2018


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  

Partilhar   

Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mortágua promoveu ação de sensibilização para a prevenção do cyberbullying

2017-11-14

 

 

Realizou-se no passado dia 10 uma sessão de informação/sensibilização sobre prevenção do cyberbullying. A iniciativa foi promovida pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Mortágua, em colaboração com o Município e o Agrupamento de Escolas, que são entidades parceiras. Antes da apresentação do tema pelo palestrante convidado, a Presidente da CPCJ, Emília Matos, referiu que a escolha deste tema deve-se à sua atualidade e pertinência, e à necessidade da comunidade educativa, os Pais, estarem muito atentos a este fenómeno, de forma a conseguir prevenir e identificar situações de bullying associadas à utilização da Internet.

Durante a manhã e tarde, o público-alvo foram alunos do Agrupamento de Escolas de Mortágua (3º,4º,5º e 6º anos), à noite a sessão foi dirigida ao público em geral. O palestrante convidado foi o Dr. Tito Morais, especialista em riscos na Internet e coautor do livro “Cyberbullying: Um Guia para Pais e Educadores”. Foi fundador do projeto “Miúdos Seguros na Net” e pioneiro da segurança online de crianças e jovens. É membro do Conselho Consultivo da equipa portuguesa “EU Kids online” e integra o grupo “Facebook Safety for Partners”. Esta ação teve como principal objetivo sensibilizar as crianças e os jovens para os perigos que se escondem na Internet, sobretudo nas redes sociais, e alertar para os cuidados e regras que devem ser seguidas para que não ocorram situações muito desagradáveis e porventura perigosas, algumas das quais têm vindo a ser relatadas na Comunicação Social.

O palestrante esclareceu que o cyberbullying se traduz em atos agressivos intencionais, que podem ser verbais, por imagens, vídeos, fotografias, desenhos ou outros meios, feitos com a intenção de provocar dano, magoar alguém. Além disso, apresenta um carácter repetitivo e revela um desequilíbrio de poder, em que o agressor beneficia de uma superioridade em relação à vítima. Tudo isso utilizando as novas tecnologias de informação e comunicação (telemóveis, computadores, plataformas e aplicações). Normalmente esses atos ou tentativas de agressão são praticados a coberto do anonimato, da dissimulação, utilizando nomeadamente falsos perfis, em que na realidade não se conhece quem está do outro lado. E pode revestir várias formas, desde humilhação, insulto, violação da privacidade, ameaça de divulgação de aspetos pessoais, assédio, entre outras.

Diferentemente do bullying, que é digamos mais visível e confinado no espaço e no tempo, no caso do cyberbullying pode ser praticado a qualquer momento, durante todo o dia, semana, mês, ano, até mesmo durante as férias escolares, e a partir de qualquer ponto com acesso à Internet. Além disso, qualquer jovem, pode ser uma potencial vítima, incluindo aqueles que já foram agressores em termos de bullying presencial. Acresce o facto dos alunos cibervítimas, na maioria das vezes, optarem por não contar a ninguém sobre o cyberbullying, contribuindo deste modo, para que muitos dos adultos acabem por não estar conscientes da real incidência e gravidade destes comportamentos.

Por todas estas razões, é fundamental prevenir e tomar algumas precauções, desde logo os jovens não devem fornecer determinandos dados a estranhos, sobretudo fotografias e vídeos, traçando uma linha vermelha que não pode ser ultrapassada, sob pena de se cair em situações que depois são difíceis de controlar.

E perante uma situação de cyberbullying, as crianças e jovens não devem deixar manipular-se, sofrer no silêncio, antes devem falar com os pais, os professores, as autoridades, sempre que estejam a ser atingidos nos seus direitos de personalidade, na sua integridade física, psicológica e emocional. Até porque estas situações afetam depois todo o equilíbrio da pessoa, refletindo-se no seu rendimento escolar, vida familiar e social.

Os Pais devem falar mais com os filhos sobre estas problemáticas e alertá-los para os perigos, que são sérios e reais. O palestrante defendeu que esta temática seja também abordada nos programas escolares, para que os alunos saibam lidar com estas situações e tenham regras de prevenção.

As vítimas podem ainda recorrer a linhas de apoio, contactar a CPCJ, as autoridades policiais, falar com os professores. Existem também redes sociais de bloqueio e denúncia com ligação a páginas de ajuda que ensinam a bloquear e a denunciar conteúdos e utilizadores abusivos, além de páginas na área da segurança e prevenção do bullying. Os atos de cyberbullying configuram tipos de crime, previstos e punidos pelo Código Penal.

O livro que serviu de base à apresentação do tema surgiu com o principal intuito de se assumir como um instrumento para ajudar pais, educadores e outros profissionais a prevenir, identificar, intervir e combater o cyberbullying. É preciso que os jovens percebam que nas redes sociais existe todo o tipo de gente, boa e má.

Por todos estes motivos, mas principalmente porque afeta os jovens em particular e de forma insidiosa, é fundamental sensibilizar e dotar crianças e jovens com competências de navegação segura na Internet, de modo a que algumas situações se possam de alguma forma evitar ou, pelo menos, conter.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Vidraria de Mortágua apresentou nova tecnologia na produção de vidro duplo2018-09-18
Francisco Campos conquista Taça de Portugal em Sub-23 2018-09-18
Novo ano letivo arrancou com total normalidade e algumas novidades.2018-09-18
Obras e Empreitadas2018-09-11
Centro de Saúde recebeu nova viatura para o serviço domiciliário2018-08-29
Porque Vale a Pena Viver em Mortágua2018-09-13
Ciclismo. Miranda-Mortágua venceu duas etapas e contrarrelógio na Volta a Portugal do Futuro2018-09-10
Volta a Portugal do Futuro. Miranda-Mortágua vai lutar pela Amarela.2018-09-04
Festas`2018. Mais um grande sucesso! 2018-08-22
Prémio de Ciclismo de Mortágua. Jorge Magalhães vestiu Camisola da Juventude.2018-08-21


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site