Encontros com a Cultura

AUTO DA ALMA

DE GIL VICENTE
pelo grupo de teatro Contacto, Ovar

“Assi como foi cousa muito necessária haver nos caminhos estalagens, pera repouso e refeição dos cansados caminhantes, assi foi cousa conveniente que nesta caminhante vida houvesse uma estalajadeira, pera refeição e descanso das almas que vão caminhantes pera a eternal morada de Deus. Esta estalajadeira das almas é a Madre Santa Igreja, a mesa é o altar, os manjares as insígnias da Paixão. E desta perfiguração trata a obra seguinte.
Este Auto presente foi feito à muito devota Rainha D. Leonor e representado ao mui poderoso e nobre Rei Dom Emanuel, seu irmão, por seu mandado, na cidade de Lisboa, nos Paços da Ribeira, em a noite de Endoenças. Era do Senhor de 1518.”

Género // Drama
Autor // Gil Vicente
Encenação // Manuel Ramos Costa
Público // Jovens e Adultos


Org.: TEM

Local: Centro de Animação Cultural
Hora: 21.00h

2009-01-24



Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
http://www.cm-mortagua.pt